sábado, 8 de fevereiro de 2014

Filha de Eva

Não há porque se espantar.
Quando a tristeza bater à sua porta, insistir em ficar, diga não.
Se ela, pular a janela, atravessar as paredes e o seu peito.
Desista.
Arrume o sofá, e se reclamar demais, a abrace e deixe que fique na sua cama mesmo.
Mas lembre-se, ela não vale a pena. 
É só uma noite. É só agora.
Não dá pra carregar a vida toda, não é pra casamento.
Explique as regras, amanhã bem cedo ela terá que partir.
E não voltar.
Não é bem vinda. 
Não há pra que chorar, lembrar ou se apegar.
Quando ela partir, limpe a poeira dos móveis,
coloque o lixo pra fora e arrume a prateleira da alma.
Disponha das decepções que ela deixou como lembrança.
Beba mais chás, exercite o perdão e conserve a casa limpa.
Assim, a manterá longe e quando tentar voltar, não terá espaço para que se acomode.
That moment when even elephant's have valentine but you . E um dia, ela vai desistir de você, e de mim.



ao som de : Leãozinho

2 comentários:

  1. Own que lindooo...jamais devemos deixar a tristeza se instalar. Ela sempre tem q estar de passagem!


    beijoss flor

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Belo texto poético, muito inspirador...Percebi que tens a mania de escutar músicas e criar ao mesmo tempo( também amo fazer isso). Adorei o blog, ache suave e confortável...Sem contar sua arrojada descrição "Alguém que não gosta de números" achei bastante criativa, parabéns!
    abraços

    nemsempreeperfeito.blogspot.com

    ResponderExcluir

Saber o que acha é um prazer,obrigada por sua opinião!