sexta-feira, 31 de maio de 2013

férias sem ser


Hoje é um dia daqueles que paro pra pensar sobre o quanto é bom chegar na casa da minha avó e deitar no sofá, ouvir a chuva, ouvir a voz das minhas tias na cozinha, tomar o meu celular do meu primo mais novo, ouvir as piadas do meu tio que nem sempre são tão engraçadas, mas eu acabo rindo de todo jeito, ver meu irmão ficar irritado por algum comentário que fizeram sobre suas decisões não tão apropriadas para um adolescente cristão, sentir o cheiro de comida boa, apertar meus cachorros até um deles me morder de raiva por essa atitude insensata, ouvir Vienna do Billy Joel.
Estou na metade do meu curso, desejo que ele termine o mais rápido possível, queria terminar e entrar em outra coisa, Estudos Literários, Filosofia ou nada que eu saiba hoje. Queria que tivesse algum curso universitário que me fizesse sentir bem, porque o Direito me cansa e na minha opinião é um curso que eu deveria mesmo fazer, mas quando estivesse mais velha, porque é um curso velho, pra quem sonha com aquilo, em trabalhar e pensar na 'realidade', eu gostaria mesmo é de trabalhar com as letras, ideias, ideais ,rimas e sonhos. 
Gostaria de ler  mais, ouvir mais músicas boas, aprender a dançar e saber cuidar de flores.
Mas segunda já vem aí, e é dia de pagar o aluguel, pagar as multas da biblioteca pelos livros que esqueci de devolver, enfrentar fila do banco, fazer prova oral de Direito Penal, voltar para aquele apartamento cinza e consumidor do tempo, porque nunca vi um lugar em que o tempo passa tão rápido, não me deixa fazer nada! Voltar para a minha vida, minhas escolhas, consequências, convivências.
E tem gente chorando agora por alguém querido que morreu, gente rindo por algo bom que aconteceu e eu pensando no que fazer, Paisagismo ou Piano? Nenhum dos dois, porque eu não tenho tempo, nem dinheiro pra gastar com isso. Gastar. Eu queria poder gastar mais de mim comigo, com minha família, com meus cachorros e principalmente com meu Deus.
Ah, que esse tempo de esperas passe rápido e que meus sonhos não morram no caminho, como já fizeram várias vezes atrás. Nada é tão bom quanto parar sua vida em meio a uma semana de trabalhos na faculdade, porque se está doente e vir pra casa, com chuva, dormir, comer e saber que por alguma razão,  essa vida de estudante super chata e estressante vai  valer a pena.
(ao som da minha música favorita desde muito tempo : Vienna _ Billy Joel)


flowers | Tumblr

segunda-feira, 20 de maio de 2013

a m o r

birds
O amor é uma faca afiada de dois gumes, a maldição dos deuses, o chorume de Pandora que ainda escorre sobre nós.
Cai nas nossas fontes, as quais fornece-nos a água e somos gravemente contaminados , impregnados por ele.
Mas se é na fraqueza que nasce a força, é no amor que estrutura-se o ser humano, é dele que nasce, é pra ele que cresce e ele que faz morrer.

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Cada um vê o que lhe é permitido.


Kant dizia que há uma separação entre as coisas que podemos perceber - o mundo fenomênico e as coisas em si - os númenos; que não experimentamos a segunda divisão em si, como ela realmente é.Ou seja nossas percepções são formadas a partir de informações limitadas que recebemos através dos nossos sentidos. Nada do que acreditamos é de fato como é, pois se tudo deriva de percepções, a verdade é variável a partir das experiências que se viveu ou que se impregnaram em cada ser, por isso é impossível unificar qualquer tipo de pensamento ( e é isso que faz da vida melhor, a diversidade). Depois de kant, veio Schopenhauer que trouxe que não há mais uma divisão entre númenos e fenômenos, mas tudo faz parte de um só sentido de maneira diferente, que as percepções de mundo continuam subordinadas as experiências individuais de cada ser, defende a vontade e a representação, onde a vontade seria o que sentimos dentro de nós e a representação as coisas como são, os objetos do mundo externo. Portanto , é preciso admitir que sobre cada objeto incide uma luz que forma um determinado ângulo, uma sombra, uma visão, uma percepção de realidade, e acredite, é uma percepção diferente das demais, enfim cada versão do mundo é limitada por limites impostos pela limitação do próprio e de cada homem. Quando as pessoas (ou algumas pessoas ) compreenderem isto, certamente será mais agradável a manifestação de opiniões, as brigas poderão diminuir, o respeito e o conhecimento crescer e frutificar dentro de cada um de nós e o mundo poderia ser pelo menos um pouco melhor.
MEMBRANE, Hitchcock / Spellbound / 1945 / Dream sequence by... | via Tumblr