quinta-feira, 18 de abril de 2013

Milagres

"Ela só conseguia desejar que as ruas se estreitassem e que os relógios encurtassem seu caminho, pois não via a hora de chegar em casa, entrar para o seu quarto e se derramar diante de Deus, expor e clamar toda a sua dor, angústia, arrependimento e medo de perder o que de mais precioso Ele lhe havia dado. Ao entrar no quarto, se joga na cama, tirando suas roupas como quem não suporta nem mesmo esse tipo de peso, se esconde no escuro e chora, aquele choro doído de quem sofre o luto do que ainda vive, de uma vida sem o Espírito Santo, de alguém que reconhece suas faltas e espera que mais uma vez haja vida além dessa morte. Quando quase adormece em meio ao seu clamor, a sua lavagem de alma, alguém bate na porta, ela se encolhe no edredom e encontra os olhos que outra vez são a resposta de Deus para ela, o 'acalma- se' e a paz que tanto precisava sentir agora; ele."
Drowning in Silence | via Tumblr

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Saber o que acha é um prazer,obrigada por sua opinião!