sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Lágrimas de verdade

Não é uma questão de ser ou não ser forte,
mas sim,de entender que talvez a nossa vontade não seja a vontade de Deus,
que Ele sim,sabe realmente o que é melhor para cada um de nós.
Entender também que a dor que sofremos pela morte de alguém,tem muito mais a ver,com nossa própria dor do que com a dor de quem se vai,pois se somos criados para a eternidade junto com o Senhor Deus,é certamente muito melhor estarmos com Ele do que aqui,nesse mundo corrompido,porém a dificuldade em descansar nisso é tamanha,desde que o Espírito que em nós habita tem de lhe dar com nossa carne ainda,que é fraca e absurdamente egoísta...
 Passar por uma experiência onde a morte assombra não é fácil,é terrivelmente doloroso e escuro,mas Deus faz com que apesar da tempestade,possamos descansar Nele.
-
Que a morte seja para a nossa vida,que a nossa vida seja para a morte da nossa carne e assim possamos nos momentos de dor,perda e intenso sofrimento,descansar Nele que não nos livra dos problemas,mas ensina-nos a viver sempre um milagre através deles,Cristo Jesus.

Um comentário:

  1. Muito lindo o texto Dê.... è isso mesmo... Porque para mim o viver é Cristo e o morrer é ganho. Que possamos dizer isso assim como Paulo falou. Pois sei que sou fraco e o seu poder se aperfeiçoa na minha fraqueza. Bjão Dê e fik com Deus

    ResponderExcluir

Saber o que acha é um prazer,obrigada por sua opinião!