terça-feira, 3 de abril de 2012

de alma pra alma.

Поцелуи

'Alma é um termo vago, indeterminado, que expressa um princípio desconhecido, porém
de efeitos conhecidos que sentimos em nós mesmos.' Voltaire
-

Quando a gente gosta não precisa falar muita coisa.
A gente olha,sente.
E cada palavra não dita tem um sabor todo excêntrico,que dá vontade de repetir por diversas vezes dentro de nós mesmos,
fazer ecoar a perfeita sensação do que aconteceu na noite passada até se perder dentro dela,com o intuito de
não largar pelo caminho nenhum pedacinho do que houve ...

[Ele é mais alto,o que me dá uma sensação de ‘eu vou estar segura’ (inconscientemente falando)... talvez,seja por isso que quando ele chega perto é como se o mundo parasse bem ali naquele instante e cada gesto seu fosse o único motivo para eu continuar ali,viva,em transe...
Ontem,quando suas mãos se ergueram,tocando meu rosto,um toque áspero,rápido e intenso,eu calei,não pude mais replicar nenhum de seus assuntos polêmicos e ‘anti-mim’,eu simplesmente queria aquela pele pra ou em mim,vesti-la e tê-la para o que chamam de sempre...mas eu não podia simplesmente me render assim,não tão fácil,tão velozmente...Ainda estava agarrada naquelas teorias que costumei colecionar para me proteger do que nem sei direito,porém seus olhos me atingiram de modo tão firme e quando suas mãos levantaram meu queixo em sua direção, não sei mais o que estava entre nós,havia uma presença maior que nós mesmos,que nossa discussão sem sentido,que nossos corpos,
era alma pura...
Gentilmente,seus lábios roçaram os meus,os olhos se calaram para a boca dizer o que há muito pretendia,e disse sem emitir um único som,falamos sobre quem éramos,o que seríamos e tantas outras coisas...minhas mãos se renderam a sua nuca que alegre acolheu meu toque e ficamos assim por uma espécie de eternidade...até que,me lembrei de que não pode ser tão fácil assim,existe mais coisa entre... entre...
A alma teve de partir,abandonando nossos corpos com a vontade de tudo ser diferente...sem tantas brigas,sons e pessoas...mas apenas um pouco mais de cor,de sopro e de nós em nós...]

E ali eu entendi que a gente não precisa falar muita coisa,se souber ouvir aqueles zunidos que a alma da gente faz quando um outro pedaço nosso aparece...
...

4 comentários:

  1. As almas são o mais puro amor, feliz Páscoa beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  2. Lindo,lindo,lindo...nossa alma fica sempre mais florida qnd encontra a metade que a completa!

    Bjuss flor!!!
    Cada texto mais encantador que o outro. Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. "eu simplesmente queria aquela pele pra ou em mim,vesti-la e tê-la para o que chamam de sempre...mas eu não podia simplesmente me render assim,não tão fácil,tão velozmente...Ainda estava agarrada naquelas teorias que costumei colecionar para me proteger do que nem sei direito" - você tem razão, esse texto é do tipo dos que mais gosto. *--------*

    Foi tão fácil, sentir, ver, tocar... tudo o que você disse. Como seguir facilmente uma música e só no fim perceber que estava dançando...sei lá, pareço confusa, mas espero que entenda. Seus textos me fazem sentir com clareza coisas que só por meio deles as vezes eu posso experimentar.

    Lindo, mais do que lindo *-*

    ~> Beijusss Dê...;*

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Saber o que acha é um prazer,obrigada por sua opinião!