quarta-feira, 14 de março de 2012

Escuta.

"Quem dera que a vida fosse como nos filmes que a gente pressiona a tecla “avançar” e já fica sabendo o que acontece no final. Infelizmente - ou felizmente - na vida real é proibido ter certeza e os caminhos nunca se apresentam de forma bem definida tipo preto ou branco. As escolhas variam numa limitada gama de cinzas claros e escuros e é sempre arriscando que fazemos decisões, porque sofrer também faz parte do processo ou, como diria Eça de Queiros, ” a cada viver corresponde um sofrer."
(Você tem meia hora - Camila Nascimento Silva)
IMAGINE ▲
[Nos muitos deveres sinto-me apenas submergir,nessa espécie de citoplasma romântico...
Não adianta fugir e tentar me esconder nas velhas pontuações,o sentimento é uma força,talvez um ser,tão forte que consegue te prender dentro dele mesmo,num estrito campo de força que te reduz ou melhor,me reduz a ... isso.
Quando,como,por que? Já não cabem mais nos formatos que o bendito chegou,no caminho até onde me trouxe,vejo rasgados os tecidos do pudor que um dia cobriram tal guia...
A rendição é atraente,mas inconseqüente.
A fuga é quase inevitável,mas insuportável...
E no fim de tudo isso,eu me pego pensando,fazendo ou s e n t i n d o o que definitivamente,não deveria...quem poderá negar que a vida é lotada dessas arapucas? Um dia você se livra de uma,para ali na esquina cair em outra...e continuar vivendo...até que ...você sabe o que!]

Um comentário:

  1. Um encanto ler aqui.
    Um belo texto.

    Beijinho moça e parabéns pelo dia de hoje.

    ResponderExcluir

Saber o que acha é um prazer,obrigada por sua opinião!