domingo, 27 de novembro de 2011

e o tempo faz isso com a gente...

sweet surrender.
Hoje estive num processo de (re)leitura pessoal,notei que para tantas questões eu mesma sou a resposta...pude olhar-me nos olhos e rir sutilmente de quanta inocência rompida...e concluir que talvez a vida seja o penetrar nesse processo de fases e nascer a cada uma delas,não de novo,mas pela primeira vez.
(Denise Oliveira,
em 02/11/11)


quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Auto-retrato

box, bright, bulbs, chest, girl - inspiring picture on Favim.com
Dê-me razões para crescer,
Pois não há nenhuma em mim.
-
m-u-f-f-i-n-s
Não estranhe se disser que,
Eu quero ser só uma figura que canta.
Aquela alegre que salta,
Dança
Sente
Ama,
Tão intensamente que chega arder.




 -
Sem título | Flickr - Compartilhamento de fotos!
Alguém que nasça todo dia
E morra a cada erro
Para renascer em cada perdão.
Que construa suas paixões
E viva suas próprias canções.






alone, ballon, ballonnen, ballons, balloon, balloons - inspiring picture on Favim.com
                                                   Que sinta o valor da vida
na unha,no estômago,na alma.
Que chore quando a vontade vier,
mas que sorria mesmo quando ela não vier.
Alguém que vá de contrário a vida,
caminhando em busca da inocência,
simplicidade,
verdade,
que só uma criança pode ter.


Enfim,pensando melhor,não me dê razões,pois
São pesadas demais para alguém tão pequena como eu...


(carrego apenas emoções dentro do meu ser,
pois só elas me ensinam a voar...)
 Depois dos Quinze
_Denise Oliveira,



quinta-feira, 17 de novembro de 2011

fragmentos de uma eternidade.


Senza titolo | Flickr - Condivisione di foto!Enquanto finjo prestar atenção no que meu professor fala nessa aula,minhas mãos tentam exteriorizar o que minha mente grita.
Como eu gostaria de comer os dias e jejuar para que a digestão fosse melhor aproveitada nesse tempo...como é doce o novembro...queria ter nascido em um dia dele,por isso tento guardar essa paz dentro de mim para quando precisar evocar o meu próprio novembro...
Paz,brisa,gotas...carimbam seus sons em meu coração agora,sinto o pulsar de cada uma dessas palavras  com cada parte de mim...nos poros...na alma...

KawayE aula continua,continua...
Essa momento é eterno,porque me une a todos os tempos;alguém disse que a eternidade é a junção dos três tempos...e nesse instante, eu sei que me tornei eterna.



[Escrito em 25/11/10,em uma aula de Ciência Política.]

terça-feira, 15 de novembro de 2011

aqui está minha vida...


@MyNameSolenne †

“Eu não tenho muito a dar,
mas eu quero te dar tudo o que eu tenho.
Jesus,você é a razão que eu vivo.
Eu preciso da sua misericórdia,eu preciso da sua graça.
E quando eu me levanto a adorar,
Com mãos levantadas ao alto,
Com todo o meu coração eu te dou minha vida,
tome cada parte de mim.
e me use em teu favor.
Aqui está minha vida.[...]”

domingo, 13 de novembro de 2011

Suspiro do meu coração.

just another toy story.
“Quanto a mim,
bom é estar junto a Deus;
no Senhor Deus ponho o meu refúgio,
para proclamar todos os seus feitos.”
_Salmos 73.28

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Escolhamos a boa parte.


Give me peace of mind and trust | Flickr – Compartilhamento de fotos!
Eram duas irmãs Marta e Maria que foram honradas pela presença do Cristo em sua casa,entretanto duas posturas diferentes:
Maria,sentou-se aos pés do Senhor e ouvia atentamente cada palavra que saía de sua boca,enquanto que Marta se distraía com as outras ocupações; no entanto
Marta,indignada com a atitude de sua irmã,que deixou tudo por sua conta,reclama a Jesus,que mande Maria ajudá-la em suas obrigações,o que Cristo responde com serenidade:
“Marta,Marta,estás ansiosa e afadigada com muitas coisas,mas uma só é necessária;e Maria escolheu a boa parte,
a qual não lhe será tirada.” _ Lucas 10.38-42

A vida é recheada de atrações,preocupações,obrigações,distrações...uma enorme variedade de coisas que ocupam todo o nosso tempo/pensamento;mas uma coisa só é necessária,pois essa ninguém pode tirar do nosso coração,a qual é estar assentado aos pés do Senhor e ouvir atentamente as suas palavras.
Quando ouvimos,e colocamos em prática o que Deus nos ensina,não precisamos nada temer pois Ele mesmo é a nossa paz,nosso refúgio bem presente na angústia,nosso sustento,nossa alegria,nossa recompensa.
Que nada/ninguém possa tirar a boa parte que o Senhor tem nos oferecido;sejamos imitadores de Maria e não estejamos ansiosos e nem afadigados com coisa alguma como esteve Marta,porém que possamos dedicar uma parte do nosso tempo para estar com Deus através da oração e meditação na sua palavra.
Escolhamos a boa parte!
bible | Flickr – Compartilhamento de fotos!

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

amor que me constrange a amar...

Pinger - świetni ludzie
ao som de : Eu escolho Deus
É tão mais fácil me esconder nas sombras do que sou/sinto/penso/faço,sem ter que encarar A Luz e apresentar diante dela todas aquelas verdades que tanto sofro para encobrir...
MAS,
quando olho para o amor imenso de Deus,me sinto tão diminuta...sabe,não é o que eu faça...jamais poderei alterar a essência desse amor...é algo tão sublime,puro...grande.

Quando amo alguém,é por quem essa pessoa é...faz,tem...enquanto que o amor de Deus por mim,é somente pela graça...sem mérito algum...
O seu perdão não é condicional,mas incondicional...sua misericórdia consiste em não me dar aquilo que mereço...e sua graça em uma harmonia singular,consiste em me dar justamente aquilo que eu não mereço...quem pode amar de tal maneira?

Em uma perfeita ordem de fluxo/refluxo eu sigo no caminho,segurando as mãos Dele,do meu Senhor que me amou antes mesmo da fundação do mundo...
Que o amor de Deus que não me permite estar só...que não me desampara em meio as minhas tribulações...que me conhece/atrai e constrange a voltar sempre ao seus braços...que me ensina a caminhar sobre as águas turbulentas segurando minhas mãos...amor  que me  enche de uma paz que excede a todo entendimento...seja o que sou...não só por hoje,mas sempre.

sábado, 5 de novembro de 2011

Eu caçador de mim


Untitled
Por tanto amor
Por tanta emoção
A vida me fez assim
Doce ou atroz
Manso ou feroz
Eu caçador de mim
Preso a canções
Entregue a paixões
Que nunca tiveram fim
Vou me encontrar
Longe do meu lugar
Eu, caçador de mim
Nada a temer senão o correr da luta
Nada a fazer senão esquecer o medo
Abrir o peito a força, numa procura
Fugir às armadilhas da mata escura
Longe se vai
Sonhando demais
Mas onde se chega assim
Vou descobrir
O que me faz sentir
Eu, caçador de mim

Milton Nascimento

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

reflexo


“Não sei o que está me acontecendo, só sei que é um período no qual frequentemente me surpreendo num estado de total e estúpida ausência de pensamentos, que aflora a idiotice.
Minha memória definhou terrivelmente, eu praticamente não penso, e do passado,restaram apenas uma dor tola e sufocada e um amor-próprio suspeitosamente vigilante e doente.”
Foto bacheca 
(O diário de Nina,p.298 - 18/06/1935.)