sexta-feira, 28 de outubro de 2011

substituição?


Fairy's diary
“Não se pode substituir ninguém porque
todo mundo é uma soma de pequenos e belos detalhes.”
(Antes do Pôr-do-Sol)

sábado, 22 de outubro de 2011

O que eu tenho feito?

Flickr: lenaahs Photostream
O que eu tenho feito Senhor Jesus?
Para que ser digno de Sua glória
O que eu tenho feito Senhor Jesus?
Para permanecer aqui contigo
O que eu tenho feito Senhor Jesus?
Para ser digno de Ti
Eu não sou nada, mas Você me ama
Eu não sou ninguém, mas Você se importa
Você pensou em mim quando Você morreu
O que eu tenho feito para merecer esse amor?
E eu me coloco diante da sua vontade
Até a minha vida eu dou
Para que assim eu possa viver só para Ti
Faça-me digno de Ti

Tradução de :
What have I done - Adie Camp.

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Pra todos nós.

Kaleidoscope Eyes
Aprenda a olhar pra dentro de si mesmo,
encontrar suas próprias respostas
e por favor,
evite lançar sobre os outros aquilo que nós sabemos que é sua culpa.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Tag e desafio.

Obrigada Dayane pela indicação!


Tag - 10 coisas que eu não gosto:

BAGUNÇA:
FILME DE TERROR

BARULHO
PESSOAS QUE CONVERSAM CUTUCANDO
INJUSTIÇA SOCIAL
MENTIRA
MALTRATO COM ANIMAIS
GENTE SEM  EDUCAÇÃO
PESSOAS CURIOSAS
PRECONCEITO

Desafio:


1.Escolha uma cicatriz que você tem,e explique como você conseguiu.
No joelho,tombo quando era criança na escola.
2.O que há nas paredes do seu quarto?
Tinta.
3.Qual música você ouve?
Música boa.
4.Qual é a sua imagem do desktop?
Um jardim.
5.O que você quer mais do que qualquer coisa agora?
Descansar.
6.Que horas você nasceu?
12:00
7.O que você está ouvindo?
Jesus Culture.
8.Você fica com medo do escuro?
Às vezes.
9.A última pessoa a te fazer chorar.
Nem lembro.
10.Que tipo de cabelos,cor de olhos você gosta?
Tanto faz,o que vale é o que vem de dentro...
11.Você gosta de analgésicos?
Quem gosta?Se precisa deles,já é um motivo pra não gostar.
12.O café ou bebidas energéticas?
Café.
13.Se você pudesse comer alguma coisa agora,o que seria?
Um chocolate.
14.Qual a última pessoa que deixou você louco?
Jesus,ele me faz louca por Ele cada dia mais.
15.Você fala outra língua?
Inglês.
16.Qual o último presente que alguém lhe deu?
Um livro.
17.Você é flexível?
Na medida do possível.
18.Amigo favorito.
Minha mãe.
19.Qual o seu carro dos sonhos?
Um invisível que voe!
20.Um número de 1-100.
2
21.loiro(a) ou moreno(a)?
'Meio termo do ouro.'
22.O que irrita mais?
Falta de respeito.
23.Você esteve fora do Brasil?
Não.
24.A sua fraqueza?
Esconder o riso.
25.Feriado favorito.
Natal
26.Já fez um trote?
Sim.
27.O que você fez antes de fazer isso?
Planejei.
28.O que você deseja para seu aniversário?
Viver até lá.
29.Você gosta da sua escrita?
Sim.
30.Vegetal favorito?
Alface.
31.Os maus hábitos?
Tempo gasto na internet.
32.Qual seu cd mais constrangedor?
Nenhum.
33.Se você fosse outra pessoa,seria seu amigo?
Com certeza.
34.Alguma vez você já quebrou um segredo?
Sim.
35.Como você libera sua raiva?
Assistindo seriados.
36.Qual a sua segunda casa?
Igreja.
37.Você confia nos outros facilmente?
Na maioria das vezes,sim.
38.Brinquedo favorito quando era pequeno?
Um teclado de brinquedo.
39.Você tem medo de crescer?
Não muito.
40.Você usa sarcasmo?
Todo o tempo.
41.Você é religioso?
Não,luto todo dia para que minha fé não se resuma a uma mera 'religiosidade' busco mais que isso.
42.Você se dá bem com seus pais?
Sim.
43.Qual a maior dor que você já experimentou?
De dente.
44.Tem algum animal de estimação?
Sim,um cão.
45.Último livro que leu?
O grande mentecapto-Fernando Sabino.
46.Qual o seu sonho de férias?
Que elas fossem eternas.
47.A última coisa que comeu ou bebeu?
Não lembro.
48.Última pessoa que falou ao telefone?
Mariena.
49.Acredita em amor a primeira vista?
Talvez.
50.Bebida preferida?
Água.
51.Signo favorito?
Peixes,claro.
52.Qual seu esporte favorito?
Leitura.
53.Qual sua cor de cabelo?
...
54.Cor dos olhos?
...
55.Alto ou baixo?
...
56.Os irmãos?
Uma chatice adorável e necessária.
57.Mês favorito?
Novembro.
58.Gosta de sushi?
Não.
59.Última coisa que assistiu?
The big bang theory.
60.Dia favorito do ano?
24/12
61.Você é muito tímido pra convidar alguém pra sair?
Não.
62.Verão ou inverno?
Inverno.
63.Relacionamentos ou noitadas?
Relacionamentos.
64.Tem alguém apaixonado por você?
Oh sim! Tantos quantos puder imaginar.
65.Medos maiores?
Acordar como Gregório Samsa
66.Filme favorito?
O escafandro e a borboleta.
67.No ano passado você conheceu alguém que mudou sua vida?
Todos a quem conheço mudam um pouco minha vida.
68.Alguma vez você já rejeitou o pedido de alguém de propósito?
Sim.
69.Facebook ou Myspace?
Face.
70.manhã ou noite?
manhã.
71.Você gasta sua vida no face?
Não.
72.Descreva-se em algo.
“Na cama,à noite,enquanto penso em meus muitos pecados e em meus defeitos exagerados,fico tão confusa pela quantidade de coisas que tenho de analisar que não sei se rio ou choro,dependendo do meu humor.Depois durmo com a sensação estranha de que quero ser diferente do que sou,ou de que sou diferente do que quero ser,ou talvez de me comportar diferente do que sou ou do que quero ser.”
 _ Anne Frank"
73.Emprego dos sonhos?
Bibliotecária.
74.Acredita em vida após a morte?
Sim,ao lado do meu Senhor Jesus.
75.O que acha do casamento?
Quando eu o conhecer eu digo.
76.Já se arrependeu de algo do passado?
Sim.
77.Existe alguém que você quer ser agora mesmo?
Não.
78.Se pudesse fazer uma cirurgia plástica,o que faria?
Nenhuma.
79.Qual foi a última pessoa que você assistiu filme com?
Meu irmão.
80.Qual foi?
Lanterna Verde.

Indico o desafio aos queridos:



Fiquem todos na paz de Cristo,
beijinhos.
*-*

terça-feira, 18 de outubro de 2011

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Dia cinza


Wild hearts can't be broken.
Dia que acorda sem os olhos abrir
Onde tudo pesa,tudo dói.

é feito
Pra ler poesia,
ficar sozinho
olhar pra natureza morta,
e sentir-se  indiferente.

 Todas as
palavras penetram nas veias,
o amor brinca de esconder,
a vida,
tira a roupa e decide cobrir-se de memórias.

Dias cinzas,
São dias malvados,
Onde tudo combina de não sorrir.
Dias danados
Que envenena a alma,
Envenenam as almas.

Denise Oliveira.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

15 anos se passaram,

loveveryday!
15 anos sem Renato.
Quanta falta faz.
Quanta coisa fez e continua 
a fazer através do seu inegável 
dom de transformar silêncio em melodia...

.Inesquecível.
Resultados da Pesquisa de imagens do Google para
( obrigada Renato Russo ...)

domingo, 9 de outubro de 2011

coisas para uma caderneta...

Não Faz Sentido<3
Enquanto observava o comportamento de um grupo de meninos que estava do meu lado hoje de manhã,deparei-me com um menino que olhava para o nada,tão absorto naquela contemplação que me atraiu toda a atenção.
Vez ou outra bebericava o que segurava nas mãos sem nem sentir o gosto daquilo que lhe descia boca abaixo;tão lindo,tão distante,tão desejável por aquele instante...Então em homenagem aquele meu momento de intromissão onde não fui admitida por questões dimensionais,faço aqui menção ao pensamento que me vagava a mente enquanto observava o que já contei.(Meu objeto de observação nada tinha a ver com Geraldo Viramundo do livro O grande mentecapto de Fernando Sabino,mas inexplicavelmente foi um trecho desse livro,especialmente um trecho da juventude do Viramundo que me cegava a mente.)

self-portrait
‘Estava por assim dizer,
num instante de transição em que a existência parece pairar em suspenso entre dois vazios ou entre dois mistérios que se completam;
atingira aos dezoito anos aquele momento de não ter mais o passado como companheiro nem de reconhecer suas visões,que o escritor Mario de Andrade atingiu aos cinquenta.
Esse momento, que é exatamente daqueles capazes de decidir um destino, talvez tenha sido toda a sua vida dentro do seminário, talvez tenha sido o exato minuto em que decidiu abrir mão das distrações do pátio em favor da meditação na capela - coisa que nunca lhe ocorrera antes. ’

(Fernando Sabino in O grande mentecapto,Ed.Record,23ªed,pág.36.)

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Entre vírgulas e letras

Love is our resistance.
Sinto em mim uma ardente necessidade de me desvincular daquilo que produzo.

[Houve mesmo uma época em que eu conseguia produzir,
não (me) reproduzir como o tenho feito atualmente...]
-
A chuva tem a capacidade de me conduzir por devaneios,
de me levar a passear dentro de mim e me fazer encarar aquelas questões que só vem a tona com sua presença.
E hoje está chovendo.

Ando por vales,castelos,desertos,ruas,salas,objetos,seres em busca de personagens,que me permitam criar música sobre seus contornos,
embora esteja acontecendo sempre com mais frequência,de não conseguir permanecer no meu intento de criar,
pois ao tentar, acabo sem querer de volta ao mesmo espelho,onde meus personagens tem brincado de esconder com minhas mãos,trazendo sempre a tona um pedaço do meu reflexo ao papel.
[...]
-
Kaleidoscope Eyes
Queria ser mais simples,sem conotações,metáforas ou citações que me permeiem,afastem ou simplesmente assombrem tanto [d]a vida.
Às vezes tenho a sensação de que minhas relações com parentes,amigos ou até mesmo com os garotos poderiam ser mais fáceis se eu não tivesse a precisão (mania) de decodificar cada palavra,gesto ou sentimento...Parece que viver,sem querer interpretar é tão mais simples,menos cheio de pontuações subentendidas que atrapalham tanto a justificar o que nem sei nomear...toda essa excentricidade,intensidade e suposta sabedoria que trago como enfeite ao pescoço...Tudo tão distorcido,remoído que se disfarça de inteligência,sagacidade,verdade...Tão distante do que sei que sou...
Tudo é ermo e os olhos nunca vêem,se não puder ser violentado o silêncio pelo som.
-
Tudo o que quero de volta,são personagens que não ultrapassem a linha que nos separa,não me mutilando ao serem paridos nos textos...
-
Cheeks Red From Tears ∇ Δ(Se não for querer muito.)

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

heteronímia velada

Perché quando il dolore toglie il fiato, l'unica soluzione è annullare la mente e lasciare che sia il corpo a curarci.

"Quando falo com sinceridade não sei com que sinceridade falo.

Sou variamente outro do que um eu que não sei se existe (se é esses outros).

Sinto crenças que não tenho.
Enlevam-me ânsias que repudio.
A minha perpétua atenção sobre mim perpetuamente me ponta traições de alma a um caráter que talvez eu não tenha, nem ela julga que eu tenho.
Sinto-me múltiplo.
Sou como um quarto com inúmeros espelhos fantásticos que torcem para reflexões falsas uma única anterior realidade que não está em nenhuma e está em todas.
Como o panteísta se sente árvore e até a flor, eu sinto-me vários seres.
Sinto-me viver vidas alheias, em mim, incompletamente, como se o meu ser participasse de todos os homens, incompletamente de cada , por uma suma de não-eus sintetizados num eu postiço."

Fernando Pessoa, in 'Para a Explicação da Heteronímia'

I libri non sono fatti solo di parole.Sono fatti di speranze,sogni e possibilità.



[...e por horas,me pergunto exatamente:
o que seria de mim,
se não fosse essas letras 
que destrincham a alma...(?)]

sábado, 1 de outubro de 2011

delírio pré-pós você

Juras & Promessas


Já é tarde e estamos mais uma vez,na mesma cama torcendo para que essa seja a noite que não tenha fim...Embora,apoie meu corpo sobre meus braços, e note que talvez,eu seja a única aqui que ainda não escorregou no sono;contudo,não faz mal,porque assim posso pensar melhor sobre mim,nós ou seja lá o que for que quiser pensar nesse intervalo da lucidez...
É estranho pensar naqueles textos românticos que li durante minha vida inteira,e no que estou vivendo agora.
Não que você não seja romântico,ou o momento,não é isso...o ponto que tento abordar aqui,enquanto olho pra esse teto branco iluminado pela camada de luz vinda do poste do outro lado da rua;é que o amor não pode ser descrito como acreditei ser possível antes de te ter;pois sempre busquei a regra a ser seguida nos meus textos,planos,encontros,acasos...as letras teriam de seguir uma direção que indicava um ‘felizes para sempre’,mas vejo que isso foi um prelúdio até chegar onde está você;afinal o ‘felizes’ e o ‘sempre’ estão bem aqui,embora sem ordem,hora marcada ou definições.
É isso!o amor não é só cego,mas mudo.Não se define,classifica ou anuncia.
Chega de mansinho no quarto,cobre seus pés a noite e senta-se do seu lado,outro dia começa a tomar banho com você e a dormir na sua cama,quando menos se dá conta está dentro de você,de um modo tão intenso e absolutamente sólido,que deixa de ser parte de você,para ser você todo.Você passa a respirá-lo,senti-lo agudamente,a não mais se distinguir do que ama;sofre transformações,mutações...ampliações...
Tudo tem então seu valor invertido,pois o mundo tomba de ponta cabeça e as cores se misturam onde nem habitavam no período pré-você...
É,os ditados populares tem mesmo algo importante para ensinar:Os opostos verdadeiramente se atraem.
E nesse caso talvez,nem haja analogias satisfatórias...
[...]
O soul que toca no rádio está no fim,assim como meu delírio pós-você que  o acompanha na partida;
enquanto meu sono dá as boas vindas para meu corpo que agora se funde ao seu,querendo não mais acordar desse sonho bom...

[Ao som de Adele]