domingo, 27 de novembro de 2011

e o tempo faz isso com a gente...

sweet surrender.
Hoje estive num processo de (re)leitura pessoal,notei que para tantas questões eu mesma sou a resposta...pude olhar-me nos olhos e rir sutilmente de quanta inocência rompida...e concluir que talvez a vida seja o penetrar nesse processo de fases e nascer a cada uma delas,não de novo,mas pela primeira vez.
(Denise Oliveira,
em 02/11/11)


6 comentários:

  1. Que lindo seu exercício de pensamento,formou uma bela poesia...pequenina,mas belíssima.
    Adorei,beijos

    ResponderExcluir
  2. mts vezes em que reflito vejo que eu sou minha pedra de tropeço!
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Isso é o que precisamos perceber...que dentro de cada fase há um renascimento novo...
    Belas palavras!!!

    Bjuss flor!

    ResponderExcluir
  4. Que coisa mais linda de se ler, belas palavras enfeitam a beleza que é o saber-se, o entender-se. Bonito ver alguém conectado consigo, em um mundo das rupturas interiores e dos desalentos pessoais crescentes.

    Fiquei feliz por você Linda Denise

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Sabe, talvez sejamos mais parecidas com as borboletas do que imaginamos; precisamos de um tempo, uma 'reclusão' em nós mesmos para só assim estarmos abertos a uma nova fase...mais belos talvez ;)

    Lindo post.

    ~> Beijusss...;*

    ResponderExcluir

Saber o que acha é um prazer,obrigada por sua opinião!