sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Dia cinza


Wild hearts can't be broken.
Dia que acorda sem os olhos abrir
Onde tudo pesa,tudo dói.

é feito
Pra ler poesia,
ficar sozinho
olhar pra natureza morta,
e sentir-se  indiferente.

 Todas as
palavras penetram nas veias,
o amor brinca de esconder,
a vida,
tira a roupa e decide cobrir-se de memórias.

Dias cinzas,
São dias malvados,
Onde tudo combina de não sorrir.
Dias danados
Que envenena a alma,
Envenenam as almas.

Denise Oliveira.

5 comentários:

  1. dias cinzas é como uma piscina onde eu mergulho dentro de mim.é em dias assim que reflito, e em dias assim que me escondo eu amo dias assim

    ResponderExcluir
  2. Denise...os dias cinzas são mesmo bem tristes,em especial quando cai a chuva e vc se sente impotente por não poder fazer nada de útil além de ficar sentada,olhando o tempo passar,ou pensando no que poderia estar fazendo,sem poder fazer.
    Não que exista pensamentos e atos assim nos dias ensolarados,mas nos dias cinzas,tudo parece tão mais chato...neah?!
    Te entendo,rsrs
    Beijos e bom final de semana.

    ResponderExcluir
  3. Os dias cinzas, algumas vezes, são como meu reflexo no espelho. Algo que deixa preso a vontade, aquele amargo na garganta típico das palavras não ditas, incomodando o peito. Eu não gosto de dias cinzas. Mais estes, são assim como meu reflexo, o único jeito de olhar-me assim como sou. No íntimo de minha alma.


    Que Linda poesia, e que belo o jeito como escreve. Tempestade transcrita em calmaria, repassada ao leitor com a entonação típica dos poemas cantados fabricados em nossa mente!

    Lindo!

    Um Abraço meu, e um ótimo domingo à ti!

    ResponderExcluir
  4. Muito lindo!

    Dias cinzas,
    São dias malvados,
    Onde tudo combina de não sorrir.
    Dias danados


    eles combinam mesmo...

    ResponderExcluir
  5. MUITO LINDO! Muito muito, não sei o que comentar. Já pensou em ser poeta?

    ResponderExcluir

Saber o que acha é um prazer,obrigada por sua opinião!