terça-feira, 19 de julho de 2011

.


Haveremos um dia de respirar poesia
Como quem respira o ar benigno das manhãs
Olhos estáveis para os céus sem manchas,
Mãos ilibadas a doarem rosas.
Palavras/mensagens hão de cruzar o espaço sem o rumor dos pássaros sinistros
Pelas planuras sem fim
Passearemos,
Subindo as montanhas vestidas de verde,
Sem o desvario da escalada e o receio da descida.

_Hélio Nogueira.

5 comentários:

  1. Adoro a ideia de respirar a poesia...

    Oi Pessoa linda!!! Saudades suas, mas voltei viu!!!

    bjs meus!

    Catita

    ResponderExcluir
  2. Vamos respirar poesia então!
    Adorei

    Bjos Denise!

    ResponderExcluir
  3. boa noiteee demorooo vamos respirar poesia, eu to dentro =] da uma passadinha no meu cantinhoo o essencial é ivisivel aos olhos bjuss te seguindooo fika com Deus

    ResponderExcluir
  4. Respirar poesia... só em pensar já me sinto mais leve.... = )

    Beijos,
    Bela.

    ResponderExcluir
  5. Oi Denise, (:

    E que esse dia chegue...
    Respirar poesia; talvez o mundo devesse mesmo ser assim ;)

    ~> Beijusss...;*

    ResponderExcluir

Saber o que acha é um prazer,obrigada por sua opinião!