domingo, 29 de maio de 2011

P r e l ú d i o


Google

Ela apoia o corpo na parede e finge olhar o céu,enquanto as estrelas que lhe sugam o ar,são os olhos de alguém.
Grandes olhos castanhos,contornados por longos cílios,encaixados em sobrancelhas vastas,que marcam seu olhar com tamanha precisão,que poderia aposentar a fala,se ele quisesse.
Talvez seja ele que a vem visitar nos sonhos bons...
Seria muita inocência acreditar que sua vida sozinha estaria prestes a se findar? Sim,claro que seria,porém por que não? Só por essa noite...
Tantas cenas,vozes e sensações estão a lhe sacudir os pensamentos.Vejo-a desviar seus olhos,daquele que a cega.
Ele sorri discretamente,como se soubesse a discussão interior que ela está a enfrentar.
 Ei! Espere,esse é o momento pelo qual ela ansiou durante toda a noite: ele a olha dentro dos olhos!E como consequência a  encharca de  de dúvidas e aflições,a enche de uma ternura que até aqui não conhecia e ao mesmo tempo parece olhar tão violentamente que a faz sentir despida,prestes a correr em busca de um esconderijo,onde esses sentimentos não mais a assolem;mas como era de se esperar,ela não faz isso,e ele começa a caminhar em sua direção.
A lua não parece mais um bom disfarce,nem o chão,ou as pessoas ao redor.Encara sua mão direita como se tivesse ali uma recém descoberta e todo o seu interesse pousasse sobre  a mesma.
O tempo parece não conspirar a seu favor,por que ele simplesmente não chega? Ou ela não sai logo dali? Parece que todo o mundo parou seu girar,e todo o peso da existência se concentra sobre aquela simples ação,ou ainda,assemelha-se a uma bolha que os cobre,e nada pode interferir nesse momento...
Interrompendo seu pensamento pesado e sem dúvida,exaustivo,escuta algo do mundo exterior,uma voz diferente das que estava habituada,porém não menos esperada,bem como muito agradável:
-Olá,que tal uma dança?
[...] Seus pensamentos se calaram para minha intromissão,restando apenas fragmentos que posso observar:
*Seu toque é aveludado e os olhos cálidos.
Dele ou dela?
Já não sei.
Afinal,quando duas almas se ajustam,passam a ser uma só alma dentro de dois corpos...

6 comentários:

  1. Que formidável!!! Uma dança é sempre o foco para um final assim...

    Belo texto!

    bj

    Catita

    ResponderExcluir
  2. Lindo Denise!
    Anda romântica não?!
    Que te ocorreu,um novo amor?
    rsrs
    Estou gostando deste estilo que vc tem postado,é romântico,e eu já nem sou romântica neah?!
    Rsrsrs
    Beijos e uma excelente semana pra vc tbm...até mais

    ResponderExcluir
  3. Olá Denise!

    Realmente fantástico! Adorei o texto, muito romântico, e carregado de sentimentos que só corações apaixonados conseguem sentir!

    "Afinal,quando duas almas se ajustam,passam a ser uma só alma dentro de dois corpos..."

    Este final, está lindo, muiiito lindo!


    Abraços,

    Canata

    ResponderExcluir
  4. Denise,

    Excelente o teu texto! Gosto da forma apaixonante como escreves!...

    Beijos!
    AL

    ResponderExcluir
  5. Oiii Denise.. Lindo texto!! Apaixonante =D

    Boa semana =D
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá Denise!
    Essa história parece sentida,
    boa pergunta da Amanda...
    Parabéns pelas palavras que compõem
    o enredo da história,
    e de um final esclarecedor e certo.
    Um abraço!

    ResponderExcluir

Saber o que acha é um prazer,obrigada por sua opinião!