quinta-feira, 19 de maio de 2011

p a l a v r a s

Google
As palavras me encantam como o som a cobra.
Persuadem-me a escrevê-las,com o pensamento de que se não o fizer,elas morrem; assim como bolhas de sabão que nascem e logo estouram sem nenhum sustento...
Giram ao meu redor em uma sincronia não ensaiada,me fazem flutuar  e enxergar cores onde não existiam,sem essa presença muda.
Me acertam com tamanha força,que fico zonza e quase bêbada dessa mistura de sentimentos.
Nessa dança “poética” ,sou levada a lugares tão distantes...envolta por uma enorme vontade de não voltar...

2 comentários:

  1. Olá Denise, adorei ... muito bonito.
    Beijos e um excelente final de semana para ti.

    ResponderExcluir
  2. Olá Denise...
    Palavras, são parte da gente,
    um complemento, é ela que nos faz poeta.
    Bela poesia, um abraço!

    ResponderExcluir

Saber o que acha é um prazer,obrigada por sua opinião!