segunda-feira, 11 de abril de 2011

Embalo


"Onde quer que estiveres
Entregue ou fugitivo
Verás o que não queres
Na morte e no estar vivo

Onde quer que banhares
A carne e os pensamentos
Virão de outros lugares
Banhar-te outros momentos

Onde quer que dormires
Será teu sono prece
Que sobe em arco-íris
E sem que alcance desce."

Afonso Félix de Souza.



Um comentário:

Saber o que acha é um prazer,obrigada por sua opinião!