sexta-feira, 11 de março de 2011

Meu avô


Saudades, 
daquela gargalhada engraçada.
Do bigode espinhento.
Da careca rosada.
Daquele momento.

2 comentários:

  1. Olá Denise, tudo bem ?

    A Saudade é algo muito profundo.
    Adorei esse seu poema.
    Bom final de semana para você

    Parabéns,
    Beijos !

    ResponderExcluir
  2. Lendo isso da saudade do meu avô tb, e de como era bom e seguro estar perto dele!

    ;D

    ResponderExcluir

Saber o que acha é um prazer,obrigada por sua opinião!