quinta-feira, 3 de março de 2011

Insight

Conversando com minhas amigas,tive um insigth sobre amizades.
Ilário talvez,
mas não ao ponto de não compartilha-lo com meus leitores.
Vejam só, quando eu era criança, a medida que eu ia crescendo,minhas roupas diminuaim.
Atualmente,tenho sentido em mim um deslocar dos orgãos,meus membros esticarem,e minha forma mudar.
Estou crescendo de novo.O que difere dessa vez,é que apenas eu pareço notar esse esticar,engordar e formatar dentro do meu ser.
Poderia culpar a faculdade,ou o tempo que fiquei fora de casa.Talvez as pessoas novas que conheci,ou os livros diferentes que tenho lido.Porém,o fato é que não sei ao que,ou a quem atribuir a culpa;na verdade creio que seja uma junção de todos esses fatores.
Ao pensar nesse assunto,minha intenção era fazer uma ode aos amigos que não me cabem mais,mas não sou tão boa com as palavras assim.
Por isso,optei por esse texto pobre e seco,que talvez descreva como me sinto ao falar nesses amigos.
A real essência da minha postagem é esclarecer o insight,e aqui vou eu!
Esses dias,tenho me sentido tão desconexa de meus melhores amigos,como se não tivéssemos mais nada em comum,nenhum interesse,ou afinidade.Comecei até mesmo a criticá-los dentro de mim mesma,.e até deixei vazar por aí.
A princípio pensei que o problema era com eles,mas hoje,percebi que "o problema" é mesmo meu.
Como uma semente que se sente germinar,me sinto agora.
Não foram as roupas que encolheram,mas eu que cresci!
Lamento ter que deixá-los na memória e seguir com os novos que já se acomodaram na lacuna que vocês deixaram,mas é preciso.E pra ser sincera,nem me sinto mal por isso.
A nossa amizade queridos velhos amigos,foi boa,realmente boa,mas não me cabe mais;estou crescendo,mudando,formando,evoluindo e meus caminhos estão muito distantes dos seus.
Foi ótimo enquanto durou,mas como  para  tudo existe um fim determinado,percebo que a nossa amizade econtrou o seu próprio.
Estou muito feliz,por ter tido esse insight e poder sair da angústia que tinha entrado,confundindo tudo e não entendendo nada.
 De hoje em diante sigo leve e tranquila,totalmente segura de que consegui alcançar mais um degrau em minha caminhada!Sem culpa ou resignação,mágoa ou qualquer sentimento pesado; apenas prossigo!,
E claro,deixo um grande obrigada por tudo o que vivemos juntos,compartilhamos e fomos.
Não pensem que morreu,apenas passou para o outro lado do caminho!



Um comentário:

  1. Olá Denise, tudo bem contigo ?
    Que texto bonito esse heim !

    Obrigado pelo comentário também !
    Cuidado para não se apaixonar por mim que eu também acabo me apaixonando também rs rs rs rs
    (brincadeirinha)

    Beijos !

    ResponderExcluir

Saber o que acha é um prazer,obrigada por sua opinião!