quinta-feira, 17 de março de 2011

Espirais




“O conhecimento do movimento,mas não da tranqüilidade;
[...]O conhecimento das palavras e a ignorância da Palavra.
Todo o nosso conhecimento nos leva para mais perto da nossa ignorância,
Toda a nossa ignorância nos leva para mais perto da morte.”
 T.S.Eliot


A vida,um eterno espiral.
Não começa,não termina.
Não sabemos,pensamos saber.
Contradizemos-nos a todo instante,
nos vestimos de uma casca de palavras,
que um dia,como uma cigarra
não suportará e terá de se romper;
nos deixando nus diante do que supomos acreditar.

2 comentários:

  1. Olá Denise, tudo bem ?

    Que belo poema.
    Uma ótima quinta-feira para você!

    Beijos,
    Caio !

    ResponderExcluir
  2. Olá Garota!
    Belo texto, ''Contradizemos-nos a todo instante'' Isso é realmente verdade,
    os caminhos da vida nos fazem oscilar o pensamento, as opiniões, os ideais.
    E é nessa contradição que geralmente podemos
    sentir nosso amadurecimento perante a vida.
    Parabéns, e obrigado pela visita.
    Um abraço!

    ResponderExcluir

Saber o que acha é um prazer,obrigada por sua opinião!