sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Meus pés

















Voltam,
Se rendem,
Contornam a curva e caminham
Sem pensar
Apenas seguem o que querem
(Não que o saibam.)
Correm,econtram:
Mistérios
Medos
Alegrias.
Tempestade 
Espinhos
Calmaria
Frio
Passageiros
Cansaço
Verdades
Vaidades
E caminham
Gritos que ecoam
Por você.
Por você.

2 comentários:

  1. Olá Denise, bom dia !

    Como está lindo esse seu poema, você está romântica demais. É paixão ? rs rs rs rs rs

    Beijos,
    Caio

    ResponderExcluir
  2. oi denise, tudo bem?

    olha, adorei seu poema; sua sensibilidade poética é notável!

    abraços

    ResponderExcluir

Saber o que acha é um prazer,obrigada por sua opinião!